Théo-Filho era um dos escritores mais lidos no Brasil nos anos 20. Seus livros e crônicas, descrevendo a boemia parisiense e os vícios da elite brasileira, escandalizavam os moralistas. Consagrado muito cedo, o romancista-jornalista se voltou para o tema da praia no Rio de Janeiro. Entre 1925 e 1940, à frente do semanário Beira-Mar, Théo-Filho foi o intelectual que mais escreveu sobre assuntos balneários. Fez a apologia das banhistas, do bronzeamento, da exigüidade dos maiôs, do verão carioca, do turismo, dos esportes, do futebol na areia, dos clubes praianos e dos postos de salvamento de Copacabana, na época em que os banhos de sol se introduziam no repertório dos divertimentos ao ar livre. Théo-Filho produziu sua contribuição à praia de banhos brasileira durante uma vasta inflexão na história dos costumes, quando mudavam os padrões sociais de apreciação da nudez dos corpos, da pele morena e do calor tropical.


terça-feira, 30 de agosto de 2011

“Rainhas coroadas de rosas”

.
Senhorinha Yolanda de Andrade Leite (Posto IV). 8 de abril de 1928, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

“Rainhas coroadas de rosas”

.
Senhorinha Sylvia Canabarro de Carvalho (Posto II). 8 de abril de 1928, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 23 de agosto de 2011

“Rainhas coroadas de rosas”

.
Senhorinha Ariela Gomes da Silva (Posto I). Depois de cinco meses de votação, encerrou-se o segundo concurso de beleza promovido por Beira-Mar, com a eleição das “rainhas” dos Postos de Salvamento. 8 de abril de 1928, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

“Na praia”

.
“A família do farmacêutico Guilhermino A. Moreira, posando para a nossa objetiva”. 18 de fevereiro de 1928, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 16 de agosto de 2011

“A inauguração da sede do Praia Club”

.
Sócios do clube praiano do Posto IV. 5 de fevereiro de 1928, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

“A inauguração da sede do Praia Club”

.
Théo-Filho: “As diversões que, aos olhos de todos, a diretoria dessa associação praiana organiza de vez em quando, como a festa do sorvete, a festa das sombrinhas e a festa dos simples, constituem, hoje em dia, um pedaço do coração ardente da Cil”. 5 de fevereiro de 1928, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 9 de agosto de 2011

“As banhistas enigmáticas”

.
O enigma hoje é imaginar o que passou pela cabeça do editor ao escolher esse título... 8 de janeiro de 1928, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

“Atlântico Club”

.
A programação esportiva do clube praiano atraía público às areias de Copacabana. 4 de dezembro de 1927, p. 2. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 2 de agosto de 2011

“Atlântico Club”

.
“Banhistas assistindo às provas aquáticas”. 4 de dezembro de 1927, p. 2. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).