Théo-Filho era um dos escritores mais lidos no Brasil nos anos 20. Seus livros e crônicas, descrevendo a boemia parisiense e os vícios da elite brasileira, escandalizavam os moralistas. Consagrado muito cedo, o romancista-jornalista se voltou para o tema da praia no Rio de Janeiro. Entre 1925 e 1940, à frente do semanário Beira-Mar, Théo-Filho foi o intelectual que mais escreveu sobre assuntos balneários. Fez a apologia das banhistas, do bronzeamento, da exigüidade dos maiôs, do verão carioca, do turismo, dos esportes, do futebol na areia, dos clubes praianos e dos postos de salvamento de Copacabana, na época em que os banhos de sol se introduziam no repertório dos divertimentos ao ar livre. Théo-Filho produziu sua contribuição à praia de banhos brasileira durante uma vasta inflexão na história dos costumes, quando mudavam os padrões sociais de apreciação da nudez dos corpos, da pele morena e do calor tropical.


terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

“A coroação da Rainha do Praia”

.
Mais convivas no baile do Praia Club. “Os que o costumam freqüentar não se esquecem com facilidade das horas felizes que deliciam ali”. 6 de outubro de 1929, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

“A coroação da Rainha do Praia”

.
“Revista de alta elegância, nos jardins do ‘Praia Club’, ao som de uma música endiabrada”. Todo sábado havia programação dançante, nos salões do clube, à Avenida Atlântica. 6 de outubro de 1929, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

“A coroação da Rainha do Praia”

.
“No varandim do ‘Praia’, um grupo de elegantes convidados”. A coroação da rainha marcava, em 25 de setembro, o aniversário do clube do Posto IV. 6 de outubro de 1929, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

“A coroação da Rainha do Praia”

.
Senhorinha Helena Pinto Moreira (ao centro). Théo-Filho chamava a atenção para o curioso fato de um presidente (Frederico Sussekind de Mendonça, do Praia Club) coroar uma rainha: “ato que não atenta, de modo algum, contra o regime republicano em que vivemos”. 6 de outubro de 1929, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

“No Praia Club”

.
“A soirée dançante de sábado último”. 22 de setembro de 1929, p. 8. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

“Sociedade”

.
Sob esse título, o jornal praiano publicava fotos de jovens “senhorinhas” pertencentes à “aristocracia” local. Nesta foto, “Mlles. Zizinha e Izaura Peixoto (...), filhas do conhecido comerciante de nossa praça, senhor João Pereira Peixoto”. 22 de setembro de 1929, p. 8. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

“Reuniões elegantes”

.
“Instantâneo da elegante soirée na residência do Dr. Carlos Kiehl, vendo-se, ao centro, a aniversariante, senhorinha Maria Sylvia”. “Beira-Mar” colocava seu serviço fotográfico à disposição do público cilense para registrar eventos particulares, como esta festa de aniversário. 22 de setembro de 1929, p. 8. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

“A rainha do Praia Club”

.
“Senhorinha Helena Pinto Moreira”. 22 de setembro de 1929, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).