Théo-Filho era um dos escritores mais lidos no Brasil nos anos 20. Seus livros e crônicas, descrevendo a boemia parisiense e os vícios da elite brasileira, escandalizavam os moralistas. Consagrado muito cedo, o romancista-jornalista se voltou para o tema da praia no Rio de Janeiro. Entre 1925 e 1940, à frente do semanário Beira-Mar, Théo-Filho foi o intelectual que mais escreveu sobre assuntos balneários. Fez a apologia das banhistas, do bronzeamento, da exigüidade dos maiôs, do verão carioca, do turismo, dos esportes, do futebol na areia, dos clubes praianos e dos postos de salvamento de Copacabana, na época em que os banhos de sol se introduziam no repertório dos divertimentos ao ar livre. Théo-Filho produziu sua contribuição à praia de banhos brasileira durante uma vasta inflexão na história dos costumes, quando mudavam os padrões sociais de apreciação da nudez dos corpos, da pele morena e do calor tropical.


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

"Mazelas de Ipanema"

.
"O péssimo estado da Rua Garcia D’Ávila em Ipanema, completamente alagada. Nas proximidades do capinzal...". 11 de abril de 1936, p. 3. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

"Montevidéu"

.
As praias da capital uruguaia tinham prestígio no circuito balneário elegante com que se identificava Beira-Mar. 4 de abril de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

"O capinzal da avenida Vieira Souto"

.
"Será que o aumento dos impostos não deixa um biquinho para atender a essas exigências imprescindíveis ao próprio decoro de nossa capital?". Leia mais no Capítulo 62. 4 de abril de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

"Um tapete de capim sobre a praia de Ipanema"

.
"Esse verdejante prado, onde também viçam carrapichos para atrapalhar, está pedindo enxada, está pedindo benevolência dos poderes municipais". Desde 1934, Beira-Mar denunciava o abandono da praia de Ipanema pelo serviço de limpeza da Prefeitura. 4 de abril de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

"Inauguradas as torres dos Postos 2 e 6"

.
"O novo e elegantíssimo posto de observação do Posto 2, com serviço de salvamento, aparelhado dos métodos mais modernos, e, ao lado, a fachada principal do Dispensário da Assistência Municipal de Copacabana". 28 de março de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

"O antigo posto de observação das praias"

.
Os postes de observação seriam substituídos pelas modernas torres do Serviço de Salvamento. 28 de março de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

"Football"

.
"O segundo 'team' do valoroso alvi-negro Posto 4 F. C., campeões da Liga de Amadores de Futebol na Areia em 1933, 34 e 35. São eles: sentados da esquerda para a direita, Mario, Heleno, Lívio, Celestino, João e Caulliraux; ajoelhados, no mesmo sentido, Moreno, Alves, Lengruber, Joyce e Raul". 28 de março de 1936, p. 8. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

"Modernizam-se os socorros de praia"

.
"Aspecto do Posto VI, no momento da inauguração" das primeiras torres do Serviço de Salvamento de Copacabana. Dias depois, o prefeito Pedro Ernesto seria preso. Leia mais no Capítulo 73. 28 de março de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

"Modernizam-se os socorros de praia"

.
"Foram inauguradas, segunda-feira, as primeiras torres do serviço de salvamento". Foto: "Chegada do Dr. Pedro Ernesto ao Posto 6, tendo à sua direita o Dr. Carlos Albuquerque, engenheiro dos novos postos, e o Dr. Gastão Guimarães, e, à esquerda, o Dr. Raphael Pinheiro". 28 de março de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 29 de novembro de 2016

"O programa de turismo do Dr. Pedro Ernesto"

.
"O dr. Pedro Ernesto, a quem a cidade já deve incontáveis benefícios, reuniu, há dias, em seu gabinete, diversos jornalistas, apresentando-lhes o programa que seguirá o seu governo, tendente a dotar o Rio de Janeiro de novos atrativos para os turistas. Entre outras realizações, Sua Excia. promete a construção de um Balneário, junto ao futuro aeroporto, de um Parque de Diversões permanente, a remodelação da Feira de Amostras, com um amplo Palácio de Festas, tendo Salões de Arte, cinema e teatro para crianças, escolas profissionais, etc.". O prefeito da cidade, como tantas outras autoridades estatais daquele tempo, conhecia a importância dos divertimentos públicos para a vida política. 21 de março de 1936, p. 3. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

"O valoroso team do Posto 4 F. C."

.
"Vice-campeão da LAFA, em cujos arraiais espera-se fervorosamente a fundação da Liga Carioca de Foot-ball na Areia". 14 de março de 1936, p. 9. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 22 de novembro de 2016

"Realizou-se, no dia 1º do corrente, na Piscina..."

.
"... do Copacabana, uma belíssima competição infantil, na qual tomou parte um grande número de alunos da magnífica professora Ruth Behrensdorf". Modernas piscinas, como a do Copacabana Palace, ajudavam a promover o ensino de natação no Rio de Janeiro. 14 de março de 1936, p. 9. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

"As novas torres de salvamento em Copacabana"

.
Já prontas, as torres dos Postos 2 e 6 aguardavam inauguração. 14 de março de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 15 de novembro de 2016

"O footing da manhã de domingo"

.
Poucos anos depois da grande campanha de repressão aos banhistas, no verão de 1931, os rapazes conquistaram o direito de andar sem camisa pelas avenidas litorâneas do Rio de Janeiro, sem serem incomodados pela polícia. Agora, as moças já se autorizavam a andar pela Avenida Atlântica apenas de maiô. 14 de março de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

"O footing da manhã de domingo"

.
O jogo da troca de olhares sem compromisso entre moças e rapazes, a que o passeio pela orla servia perfeitamente, era quase sempre designado pelo termo "flirt". 14 de março de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 8 de novembro de 2016

"O footing da manhã de domingo"

.
Desde os anos 1910, o termo "footing" designava o passeio de fim de tarde e começo de noite, em que as damas exibiam seus vestidos. O emprego do mesmo termo para os deslocamentos de banhistas no "cais" da Avenida Atlântica era uma originalidade dos editores de Beira-Mar. 14 de março de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

"O banho de mar à fantasia na Praia das Flechas"

.
"Essa festa foi oferecida ao almirante Protógenes Guimarães, governador do Estado (...)". Carnaval e política andavam juntos. 22 de fevereiro de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 1 de novembro de 2016

"O banho de mar à fantasia na Praia das Flechas"

.
"Promovido pelo 'Inocentes' e realizado no domingo transacto na Praia das Flechas, em Niterói, pelo animado Grupo de Regatas Gragoatá, o banho de mar à fantasia alcançou ruidoso sucesso". 22 de fevereiro de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

"Alegria em toda a linha!"

.
"(...) banho de mar à fantasia na Ponta do Caju, que esteve, segundo os seus inúmeros assistentes, animadíssimo". 22 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 25 de outubro de 2016

"Alegria em toda a linha!"

.
"Um aspecto do baile dos Caiçaras, sábado último". 22 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

"A piscina do Copacabana..."

.
"... coqueluche do Posto 2". Como as praias, as piscinas públicas também se ofereciam como espetáculo digno de apreciação. 15 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 18 de outubro de 2016

"Sereias da praia maravilhosa"

.
"Copacabana ao sol é um cântico festivo de beleza, um hino à mulher que na sua praia se exibe em todo o esplendor primaveril". Por isso, os "tritões" não largavam suas areias... 15 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

"Sereias da praia maravilhosa"

.
Moças fazendo o footing abraçadas eram expressão de uma conquista relativamente recente das mulheres: andar pela cidade desacompanhadas de maridos, pais, irmãos ou qualquer outra presença masculina. 15 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 11 de outubro de 2016

"Sereias da praia maravilhosa"

.
Homens costumavam passear de chapéu e paletó no "cais" da Avenida Atlântica. 15 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

"Sereias da praia maravilhosa"

.
"Maillots" da última moda se misturavam a roupas de passeio conservadoras, na Avenida Atlântica. 15 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 4 de outubro de 2016

"Posto 6"

.
"No instantâneo aparece a família do nosso brilhante colega de "Vanguarda", Manzini Seroa da Motta, no último domingo no Posto 6". Era comum jornalistas festejarem colegas de profissão nas páginas dos jornais. 8 de fevereiro de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

"Tijuca Tennis Club"

.
"Lygia Cordovil, Clara Helena Pádua Soares, Neuza Cordovil e Laís Pereira Bonifácio sagraram-se, assim, na noite de 19 de janeiro de 1936, as novas recordistas cariocas para a prova de 4x100, moças, nado livre". 8 de fevereiro de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 27 de setembro de 2016

"Casa Alemã"

.
Durante toda a década de 30, a Casa Alemã anunciou suas ofertas de "maillots" em Beira-Mar. Por essa época, as piscinas ganhavam importância como alternativa às praias. 8 de fevereiro de 1936, p. 7. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"Beira-Mar em Icaraí"

.
"Inauguração da barraca do “Atlântico Club”, em Icaraí". Niterói tentava reviver a experiência dos clubes praianos de Copacabana. A rede de lojas "O Camizeiro" era anunciante do jornal praiano. 8 de fevereiro de 1936, p. 5. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 20 de setembro de 2016

"A vitória de Momo"

.
Fotos de um banho de mar à fantasia realizado no primeiro domingo de fevereiro de 1936, no Posto 6, com apoio do jornal Beira-Mar, da Rádio Ipanema e da Diretoria de Turismo da Prefeitura. No alto, à esquerda, a comissão julgadora (do concurso de fantasias), de que faziam parte Herbert Moses, presidente da ABI, Annita Correia, redatora de Beira-Mar, e Lourival Fontes, presidente do Departamento de Turismo. Em sentido horário: o bloco "K. Tuk em Roma"; no tablado, "havaianinhas e diversas crianças fantasiadas"; uma foto sem identificação; foto tirada do Cassino Atlântico. Ao centro, Vilma Castro, com sua fantasia de peixe, vencedora do 1º prêmio. 8 de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

"Manhã de estio"

.
Nas praias cariocas apareciam com freqüência câmaras de pneus usadas como bóias. 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 13 de setembro de 2016

"Manhã de estio"

.
O novo estilo de vida carioca praiano-esportivo levava a rapaziada a se preocupar com o desenvolvimento dos músculos. 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

"Manhã de estio"

.
"É um prazer dos olhos a contemplação dessas lindas loiras e morenas que enchem de encanto e de sorrisos gentis a Copacabana dos dias de hoje!" 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 6 de setembro de 2016

"Manhã de estio"

.
"As praias, na estação estival, são o índice da vida carioca, da vida dos cariocas que não vão para as serras, para as estâncias de repouso". A banhista olhava talvez um avião que se aproximava da praia. 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

"Manhã de estio"

.
"Praias cheias de vida, Copacabana, a mais linda praia do mundo!" 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 30 de agosto de 2016

"Manhã de estio"

.
"Miríades de cintilações!" Praia do Flamengo. 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

"Manhã de estio"

.
"Verão! Sol!" A partir de meados dos Anos 1930, a rapaziada estava livre para andar na praia sem camisa. 1º de fevereiro de 1936, p. 12. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 23 de agosto de 2016

"Praia Bar"

.
No processo de desestruturação dos clubes praianos, ganharam importância, como programa de divertimento, os modernos "bars", amplos, com serviço de restaurante, abertos até tarde da noite. O Praia Bar, nesse estilo, acabava de ser inaugurado na Praia do Flamengo. Leia mais no Capítulo 61. 1º de fevereiro de 1936, p. 5. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

"Fundada a Associação Feminina em Copacabana"

.
Nada tinha de feminista a nova agremiação. Seus objetivos eram "os mais belos e altruísticos: desportos, sociabilidades, além das finalidades cultural e artística". Foi presidido por Adalzira Bittencourt, bacharel em Direito, diretora do "Lar da Criança", escritora, colaboradora de Beira-Mar e freqüentadora das praias cariocas. Sobre Adalzira: SCHUMAHER, Schuma; BRAZIL, Érico Vital (Org.). Dicionário de Mulheres do Brasil. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2000. p. 20. Foto: 1º de fevereiro de 1936, p. 3. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 16 de agosto de 2016

"Colomy"

.
O Colomy Club foi fundado em 1933 por um grupo de moças residentes no Leme. Começou como um clube praiano, com grande barraca instalada nas areias do Posto 1, mas depois se voltou para o papel de clube social, com promoção de bailes mensais. Leia mais no Capítulo 60. 1º de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

"Carnaval na rua, carnaval na praia"

.
O banho de mar à fantasia era um desfile de Carnaval à beira-mar. Não, ninguém entrava n' água fantasiado. 1º de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 9 de agosto de 2016

"Carnaval na rua, carnaval na praia"

.
Imagem do "belíssimo banho de mar à fantasia, realizado domingo último, na praia do Flamengo". 1º de fevereiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

"Tijuca Tennis Club"

.
O semanário Beira-Mar dedicava espaço à agremiação tijucana, onde se reunia uma elite "aquática" irmanada às "aristocracias" de Copacabana e Icaraí. 25 de janeiro de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 2 de agosto de 2016

"Tijuca Tennis Club"

.
"Instantâneo dos nadadores do “Tijuca” tirado na piscina do Fluminense (...), por ocasião das eliminatórias da 3ª competição do concurso de verão. Nele, vemos a equipe feminina, composta das senhorinhas Neuza, Lygia, Ophelia, Clara, Laís e Dulce, elementos que têm conquistado várias vitórias nos meios náuticos desta Capital". 25 de janeiro de 1936, p. 10. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 29 de julho de 2016

"Um dos esqueletos..."

.
"... das torres de reclame de vida efêmera, agora removidos da praia". Praianos, indignados com a usurpação da paisagem, derrubaram torres de publicidade plantadas na areia. Leia mais no Capítulo 68. 25 de janeiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 26 de julho de 2016

"Entre as ondas do mar e os lampejos do sol"

.
Mais uma das "sereias que noivam com o sol. (...) A saúde e a eugenia já são duas respeitáveis preocupações". Antes da 2ª Guerra Mundial, os conceitos de "raça" e de "eugenia" eram aceitos pela ciência sem muita contestação. 18 de janeiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 22 de julho de 2016

"Entre as ondas do mar e os lampejos do sol"

.
Uma das "sereias que noivam com o sol. A crise não as deixa pensar em coisas menos graves. A saúde e a eugenia já são duas respeitáveis preocupações". Difundia-se entre as mulheres a noção de que cuidar da própria saúde era uma atitude patriótica. Foto: roupas de banho femininas de duas peças começavam a aparecer em Copacabana. 18 de janeiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 19 de julho de 2016

"Depois do ritual"

.
A participação na vida religiosa tradicionalmente mobilizava o público feminino a ganhar as ruas da cidade. 18 de janeiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 15 de julho de 2016

"Depois do ritual"

.
"Aos domingos a presença dessas fiéis ilumina encantadoramente aquela praça e as ruas adjacentes". 18 de janeiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 12 de julho de 2016

"Depois do ritual"

.
"Depois da missa na Matriz de Copacabana, a praça Serzedello Correa se movimenta com a presença de grupos de moças que voltam para o bulício da vida (...)". 18 de janeiro de 1936, capa. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).