Théo-Filho era um dos escritores mais lidos no Brasil nos anos 20. Seus livros e crônicas, descrevendo a boemia parisiense e os vícios da elite brasileira, escandalizavam os moralistas. Consagrado muito cedo, o romancista-jornalista se voltou para o tema da praia no Rio de Janeiro. Entre 1925 e 1940, à frente do semanário Beira-Mar, Théo-Filho foi o intelectual que mais escreveu sobre assuntos balneários. Fez a apologia das banhistas, do bronzeamento, da exigüidade dos maiôs, do verão carioca, do turismo, dos esportes, do futebol na areia, dos clubes praianos e dos postos de salvamento de Copacabana, na época em que os banhos de sol se introduziam no repertório dos divertimentos ao ar livre. Théo-Filho produziu sua contribuição à praia de banhos brasileira durante uma vasta inflexão na história dos costumes, quando mudavam os padrões sociais de apreciação da nudez dos corpos, da pele morena e do calor tropical.


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

"Pêpe"

.
"José Castro Gomes não é só o half direito que todos admiram no Atlético Club Posto 3, é também na intimidade o Pêpe e na crônica esportiva o famoso Braz Filho (...)". 26 de outubro de 1935, p. 104. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

"Posto 4 F. C."

.
"Vice-campeão a LAFA [Liga de Amadores de Football de Areia] de 1935". 26 de outubro de 1935, p. 104. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

"Esporte Club Posto 3"

.
"O nosso instantâneo focaliza a formidável esquadra do Esporte Club Posto 3, que levantou magistralmente o campeonato de 1928, sem empates e derrotas. São eles da esquerda para a direita: dr. Mario Guimarães, Diretor de Esportes, Victor Gonçalves, João Penna, Durval Correa, Paulo Saldanha da Gama (falecido), Humberto Correa, Américo Alonso, Heraldo Saldanha da Gama, Lourival Correa, Norval Costa, Rubens de Moraes e Antonio Nogueira de Sá. Faltam somente nesse grupo Adalberto Gonçalves e Edgard Couto". 26 de outubro de 1935, p. 104. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

"Serrado"

.
"O Edifício Serrado em construção à Av. Rainha Elizabeth". 26 de outubro de 1935, p. 102. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

"Maillot Confiança"

.
"As roupas de banho Confiança são uma festa para os olhos. Confiança, o maillot que as elegantes de Copacabana procuram". Mesmo naquela época, eram raros anúncios de roupa de banho feminina sem sugestão de sensualidade. 26 de outubro de 1935, p. 100. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

"Maillot Confiança"

.
"Usar roupas de banho de mar Confiança é saber vestir-se. Confiança, o maillot escultor". Marcas nacionais disputavam um mercado promissor. 26 de outubro de 1935, p. 96. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

"Igreja Nosso Senhor do Bonfim"

.
Inaugurada em 1918, era a matriz de Copacabana. 26 de outubro de 1935, p. 85. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

"O banho de mar"

.
"O dr. Oswaldo Camargo, quando lia ao microfone da Rádio Ipanema a sua preleção sobre o banho de mar". A PRH8, inaugurada em março de 1935, tornou-se a estação de rádio aliada de Beira-Mar. Leia mais no Capítulo 67. 26 de outubro de 1935, p. 58. (Acervo Fundação Biblioteca Nacional).